terça-feira, 19 de julho de 2011

“O amor... não se conduz inconvenientemente...” 1ª Coríntios 13.5a

“O amor... não se conduz inconvenientemente...” 1ª Coríntios 13.5a
“Quem ama não é grosseiro...” 1ª Coríntios 13.5ª
“A caridade...não se porta com indecência...” 1ª Coríntios 13.5ª

Nunca foi tão difícil para eu escrever sobre um texto, como sobre o amor não ser inconveniente, ou como em outras traduções, grosseiro ou indecente. E pesquisando sobre o significado comum entre estas palavras encontrei a palavra, malcriado. Quem é o malcriado? É o mal educado. Assim concluo que o amor não é mal educado.
Quando nos dispomos a observar as pessoas a nossa volta constatamos que o número de mal educados é muito grande. Eles estão em todos os lugares, independente de classe social, do nível intelectual, e, diga-se de passagem, que grau de instrução não capacita uma pessoa a ser bem educada, da raça, do credo. A prova disso é que as encontramos inclusive nas igrejas de Jesus Cristo. Lá, então, é muito grande esse número. Mas não podemos nos esquecer que a igreja é lugar de salvação, cura, libertação e de aprender a ser bem educado.
A relação de comportamentos que demonstra está falta de educação é muito grande, e levaríamos muito tempo citando-a. Por essa razão elegi aquele que para mim é quase impossível de aturar, é o que mais me incomoda atualmente. Pois está sendo o mais freqüentemente praticado. É a imposição. Mas não qualquer tipo de imposição, mas a de idéias, conceitos, filosofias, teorias que são expostas como verdade absoluta, crenças. Para tal usam meios como: leis, projetos em escolas, e, entre outros, as mídias, principalmente a televisão, que é um veículo de comunicação de massa poderosíssimo.
É possível constatar através da programação de televisão que, esse veículo de comunicação não é democrático, para isso, basta-nos apenas assistir aos programas apresentados ao público com um olhar crítico. Basta apenas passear com o controle de emissora em emissora, para notar como quase todas elas estão expondo as mesmas idéias, filosofias, etc. Elas apenas mudam a roupagem, mas o que querem transmitir ao público é a mesma maneira de pensar. Um padrão único de pensamento. A fim de favorecer uma minoria em detrimento da maioria da sociedade.
Então aprendo que não sendo o amor inconveniente, descubro que o amor é educado, ou seja, gentil, delicado, amável, atencioso, prestativo, cortes, gracioso. E a característica do educado é o amor ao próximo. E quem ama a seu próximo o respeita, e não impõe a ele sua opinião, mesmo sabendo que com ele esteja a Verdade (Jesus) absoluta. Porque sabe que mais forte do que mil palavras jogadas ao vento, é à força do exemplo. Através de um estilo de vida que reflete o amor do Pai (Deus) para conosco. Foi Ele que por amor a nós deu o Seu melhor (Jesus), como sacrifício por nós, para alcançarmos a vida eterna. E Jesus seguindo o exemplo de amor do Pai se doou em nosso favor, a fim de sermos livres.
Que possamos, assim como Jesus Cristo, ser “imitadores de Deus, como filhos amados...” Efésios 5.1; nada impondo, mas atraindo para a Verdade todos aqueles que O quiserem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário